sábado, 13 de agosto de 2016

Radha Dasyam !!!

Radha Dasyam !!!

Entre uma volta de Japa e outra, concentrando-se nas suas identidades espirituais e pedindo permissão para Guru Manjari e Rupa Manjari, os Sadhakas fazem uma suave massagem na mão delicada de Svamini Radha. 

Depois, segurando Sua mão, dizem-Lhe: "Aonde quer que vás, eu irei."

O cantar do Santo Nome e a adoração à Deidade alcançam uma outra dimensão quando os Sadhakas são conscientes do serviço prestado com suas identidades espirituais.

"Que um dia tenhamos a suprema boa fortuna, advinda da mais pura misericórdia sem causa de nosso Guru, de sermos por ele (na sua forma espiritual eterna de manjari) conduzidas (também como Manjaris) até Sri Radha e a Ela apresentadas como suas mais novas jovens criadas (em torno de 11 anos de idade). 

Guru Manjari unirá nossas mãos à dEla. Svamini nos receberá com sorriso doce e um abraço caloroso (imaginem) de boas-vindas, como o que Sri Krsna dá quando recebe os recém-chegados vaqueirinhos. 

Daí em diante, seremos orientadas também por Lalita Sakhi e Rupa Manjari sobre como melhor servi-lA. Vamos ter tal sintonia com Radhika, que saberemos fornecer a Ela o que Ela deseja (e Ela sempre deseja a satisfação de seu amado, Sri Krsna) antes mesmo de Ela ter consciência de que era exatamente aquilo que Ela queria. 

Vamos passar a eternidade buscando formas de unir o jovem casal divino em Parakiya Bhava e servi-lOs em seus passatempos confidenciais. 

Vamos colher flores para adornar Sri Radhika e prepará-la como uma noiva para os seus encontros secretos com Kaneya. E vamos ralhar com Krsna sempre que Ele der o bolo nEla. 

Nessas ocasiões, Ele nos suplicará, então, que O ajudemos a desfazer a Maan de Sri Radhika. Nós iremos fazer esse "meio de campo" (não sem antes dar um "puxão de orelhas" nesse "naughty boy") e convenceremos Sri Radhika a receber Sri Krsna. 

Veremos então Sri Krsna humilde diante de nossa Svamini, trazendo explicações furadas... Mas no final, Eles farão as pazes e terão um encontro maravilhoso. E nós ficaremos em êxtase, sem descuidar do nosso Seva, que será realizado o mais discretamente possível, passando mesmo a sermos imperceptíveis, de forma a deixar o Yugala Kishora totalmente absortos um no outro. Tha thas tu (assim seja)!"

Radha Dasyam !!!

Between one round of Japa and another, focusing on their spiritual identities and asking permission to Guru Manjari and Rupa Manjari, Sadhakas do a gentle massage in the delicate hand of Svamini Radha.

After, holding Her hand, they tell Her: "Wherever You go, I will go."

The chanting of the Holy Name and Deity worship reach another dimension when Sadhakas are conscious of the service done with their spiritual identities.