terça-feira, 9 de novembro de 2010

Sistema Político de Monarquia Teocrática Constitucional

28 de Junho de 1972

O Presidente

A Casa Branca

Washington, D.C. 20025

Meu querido Senhor Presidente:

Vários milhares de anos atrás, um grande Imperador piedoso governou este planeta. Ele era um descendente da grande dinastia Kuru e neto de Arjuna, o herói do Bhagavad Gita e associado pessoal do Senhor Sri Krsna. As pessoas viviam sob o seu domínio em paz. Ele fornecia protecção para o povo e as vacas, assim como para todas as outras entidades vivas. Ele envolveu muitos Brahmanas, líderes espirituais, para educar o seu povo e aconselhá-lo em todos os assuntos. As pessoas eram justas e conscientes de Deus. Eles tinham um bom entendimento do significado e propósito da vida e viviam em felicidade e prosperidade. Eles respeitavam seu Imperador e recebiam bondade e bênçãos dele.

O senhor é um grande Presidente de uma grande nação. Nesta época de agitação e discussão, a sua força, assim como a força de sua nação, será duradoura se for construída sobre os pilares do conhecimento espiritual e Verdade Absoluta.

Eu tenho 76 anos de idade e estou na ordem de vida renunciada. Eu vim da India para este país há seis anos atrás para introduzir a Consciência de Krsna, o processo científico da vida espiritual, para o povo de língua inglesa do mundo ocidental. Agora, pela graça de Krsna tenho muitos milhares de discípulos, jovens rapazes e meninas americanos e europeus. Muitos deles vieram até mim desnorteados, rebeldes e viciados em todos os tipos de actividades pecaminosas. Tal como muitos dos jovens de hoje, eles estavam perdidos e confusos. Agora todos eles estão levando uma vida disciplinada e regulada. Eles seguem rigorosos princípios de vida espiritual, sem desejo de intoxicação de qualquer natureza, ou vida sexual ilícita. Eles estão sempre envolvidos em um trabalho significativo, servindo à Deus e seus semelhantes. Eles tornaram-se a flor do seu país e em todo o mundo estão sendo tratados com o maior respeito.

Eu humildemente gostaria de pedir uma entrevista com o senhor para discutir as possibilidades de fornecer mais a minha contribuição. Meu discípulo, Atreya Rsi Das (Mr. Marz Attar da Arthur Young and Company, 277 Park Avenue, New York, NY, telefone 212-922-5957) ajudará seus assessores para agendar um horário e local adequado para uma reunião.

Espero que esta o encontre de muito boa saúde.

Seu sempre bem-querente,

A. C. Bhaktivedanta Swami

Não houve resposta.

Os Vaisnavas não estão interessados em política e não tem nada a ver com política quando esta está separada da espiritualidade, como evidenciado por Srila Prabhupada.

Os Vaisnavas estão interessados em política quando esta está integrada na espiritualidade, como evidenciado por Srila Prabhupada.

Ou em outras palavras, os Vaisnavas estão interessados em implementar o "sistema político" de Monarquia Teocrática Constitucional Consultiva inerente do Varnasrama Dharma como salientado por SS Purushatraya Swami.

Um dia, num futuro bem próximo, os devotos de Krsna, com Tilakas bem salientes em suas testas serão chefes de Estado, chefes de Governo e Juízes de Tribunais Superiores.

Não há nenhum problema em que um Vaisnava concorra a um cargo político (desde que não seja um monge interno). Não precisará seguir uma filiação político partidária e poderá fazê-lo como um "candidato independente". Mas também um grupo de Vaisnavas poderá criar uma filiação político partidária com base numa Monarquia Teocrática Consultiva nos parâmetros do Varnasrama Dharma.

Num futuro bem próximo a influência dos Vaisnavas na sociedade será de tal ordem que isto se fará necessário.

Do livro "Uma Mensagem para a Juventude da Índia" de SS Bhakti Vikasa Swami

Em 1975 Srila Prabhupada tinha um encontro com a Excelentíssima Senhora Primeira Ministra Indira Priyadarsini Gandhi (sistema político Parlamentarista), no entanto devido a que estava ameaçada de morte este encontro não ocorreu.

Srila Prabhupada tinha dez propostas "políticas" que gostaria de apresentar à líder da maior Democracia do Mundo.

1 - Autorizar a legalização de 500 estrangeiros

Nota do editor: Srila Prabhupada queria que devotos ocidentais aprendessem a cultura da Consciência de Krsna e pregassem e inspirassem os Indianos

2 - Todos os membros do Parlamento Indiano devem ser Brahmanas iniciados.

3 - Sanjay será o Rei, Indira Gandhi será a Rainha.

Nota do editor: Srila Prabhupada sempre enfatizou que a Monarquia é superior a Democracia. Um Rei guiado por Brahmanas deve organizar o País no sentido do Dharma. Pragmaticamente, Srila Prabhupadasugeriu que Sanjay fosse Rei e trouxesse Rama Rajya de volta à Bharata Varsa.

4 - Açougues (Talhos em Portugal) fechados

5 - Cantar Hare Krsna

Nota do editor: Como obter apoio para todas estas propostas? Ao cantar Hare Krsna todos iriam purificar-se e seus corações certamente iriam mudar.

6 - Comedores de carne em casa, não em público

Nota do editor: Aqueles que quissesem comer carne teriam que pessoalmente matar os animais.

7 - Prostituição punida

8 - Nenhum outro grupo a não ser O Bhagavad Gita Como Ele É (Para a India).

9 - Todos os membros do governo devem juntar-se ao Kirtana duas vezes ao dia

Nota do editor: Entre o público o Canto deveria ser promovido mas para os Governantes seria compulsório.

10 - Apoiar a Consciência de Krsna por todo o mundo

Nota do editor: Se o Governo da Índia aceitasse promover seriamente a Consciência de Krsna, isto iria causar uma revolução mundial a nível do pensamento religioso.

A Índia seria a nação líder a nível intelectual, cultural e espiritual de todas as nações.

Quais seriam as propostas "políticas" dos líderes da ISKCON no Brasil à actual Excelentíssima Senhora Presidenta Dilma Vana Roussef?

Quais seriam as propostas "políticas" dos líderes da ISKCON em Portugal aos actuais Excelentíssimo Senhor Presidente Aníbal António Cavaco Silva e o Excelentíssimo Senhor Primeiro Ministro José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa?

Vosso servo

Prahladesh Dasa Adhikari

Quase inevitavelmente em Kali Yuga todas as formas de governo tendem a degradar-se.

Numa Monarquia absoluta onde não há a figura do sufrágio universal ou votação dos governantes, o monarca tende a tornar-se um tirano. Nos sistemas presidencialista e parlamentarista o Presidente ou Primeiro Ministro respectivamente, que ficam somente por alguns anos tendem a tornar-se demagogos.

Portanto, é preciso encontrar um sistema de governação que equilibre estas tendências.

O sistema político de governação "ideal" que os "Hare" deveriam apoiar é uma Monarquia Parlamentarista ou Monarquia Constitucional nos moldes que existe actualmente em Inglaterra por exemplo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Monarquia_constitucional

Obviamente com uma participação mais activa, efectiva e "santa" por parte do Rei, que somente poderia ser entronizado devido a sua "santidade".

Vosso servo

Prahladesh Dasa Adhikari

Sem dúvida, para que o sistema de Monarquia Teocrática Constitucional seja viável, o Rei deverá ser um Ksatriya santo cuja principal função é promover o Dharma (e que poderá ser deposto caso não o faça – previsto na Constituição).

O Conselho Consultivo (Senado, não eleito por voto), bem como o Primeiro Ministro, os Ministros e os Deputados, todos eleitos por voto (pertencentes a diferentes Partidos Políticos) e a cumprir mandatos por tempo determinado, devem ser todos Brahmanas iniciados.

Mas não somente Brahmanas iniciados avançados espiritualmente, mas Brahmanas iniciados com capacidade administrativa comprovada. E porque isto?

Do Jaiva Dharma, Capítulo 6, Nitya Dharma Jati Varnadi Bheda - Religião Eterna e Diferença de Castas

"Cudamani: Que tipo de conclusão é esta?
Como alguém que não está qualificado para alguma actividade comum (Administração), pode estar qualificado para uma actividade exaltada (Cantar Hare Krsna)?
Qual a prova clara disto?
Vaisnava Dasa:...mesmo após tornar-se qualificado (cantar Hare Krsna) alguém não necessariamente estará apto à executar certas actividades materiais (Administração entre outras)..."

Outro ponto muito importante a destacar é que tal Monarquia Teocrática Constitucional não promove uma religião específica em detrimento de outras. Mas promove o Dharma que é comum a todas.

Ainda, a liberdade de imprensa é total e completamente garantida.

Vosso servo

Prahladesh Dasa Adhikari