domingo, 30 de agosto de 2015

Raksa Purnima

Foto: Irmã segura as mãos de seu irmão prisioneiro e emociona-se depois de amarrar o Rakhi (pulseira).
Hoje (29) é Raksa Purnima.
Vilapa Kusumanjali 88:
"O Manju-vadane (menina de face clara)! No dia de lua cheia Sravana (Agosto) chamado Raksa Purnima Seu irmão Sridama vem a Yavata com dez mil vacas para satisfazer a gananciosa Jatila antes de carinhosamente levá-La até Varsana, onde Seus pais amorosamente a abraçam na minha frente fazendo com que Você derreta-se chorando de felicidade e tristeza."
Significado Gaudiya Gutika:
"(Nota: Raksa Purnima é um festival familiar auspicioso, durante o qual irmãos e irmãs juram protecção uns aos outros através de amarrar uma pulseira em torno dos pulsos um do outro) 
Sridama-Candra é chamado bhagini vatsala, ele que é muito afeiçoado de sua irmã (Radha). Um dia antes deste evento auspicioso Sridama vai para Yavata, a morada da sogra Jatila de Sri Radhika. Ansioso para satisfazer Jatila, que é muito mesquinha, e não quer deixar sua irmã ir, Sridama pede a ela : "O que você quer como um presente?" Jatila é muito gananciosa e exige vacas, então ele dá dez mil vacas apenas para apaziguá-la. Desta forma, ele pode levar sua irmã. Tudo isso é organizado para facilitar os passatempos de Radha e Krsna. Na casa dos pais de Sri Radhika há menos controle sobre Ela do que em Yavata. É mais fácil para Sri Radhika ir ao encontro de Krsna. O pai e mãe de Radha estão olhando para o caminho de onde sua filha vêm. Quando Svamini chega, mãe e pai abençoam Radha tão afetuosamente! Svamini chora de felicidade e tristeza. Felicidade por causa de voltar para casa e tristeza por causa de sua longa estadia no Seu sogros. Svamini derrete no seio de sua mãe Kirtida, como se Ela se fundisse com a mãe e chora, dizendo com voz embargada: "Esqueceu sobre mim, mãe" Kirtida Ma soluça: "Como eu posso esquecer Você?" O peito de mãe Kirtida é inundado com lágrimas. Svamini é vraja go gopa gopālī jīva mātraika jīvanam (Srila Raghunatha Dasa Goswami 108 nomes de Radhika) a própria vida das vacas, vaqueirinhos e vaqueirinhas - ou melhor, de todas as criaturas de Vraja! Ora, quanto mais não seja Ela é a vida da vida de sua mãe, que é a própria forma de amor parental ?! Tulasi ora: "É meu forte desejo ver Seu pai e mãe dar-Lhe muito carinho e amor."
Minha sugestão:
Se um irmão ou irmã não são devotos, nós podemos fazer este festival de maneira amorosa como Loka Sangraha (para o benefício de outros). E se o irmão e irmã são ambos devotos, eu acho que é uma maneira amorosa para mostrar afecto entre Vaisnavas.
Foto: Sister holds hands of her prisioner brother as she get emotional after tying Rakhi (decorating string). 
Today (29) is Rakṣa Pūrṇimā.
Vilapa Kusumanjali 88:
"O Mañju-vadane (fair-faced girl)! On the full moon day of Śrāvana (August) named Rakṣa Pūrṇimā Your brother Śrīdāma comes to Yāvata with ten thousand cows to satisfy the greedy Jaṭilā before affectionately taking You along to Varṣānā, where Your parents lovingly cuddle You in front of me as You melt with weeping from happiness and sorrow."
Purport by Srila Ananda Gopala Goswami:
"(Note by Advaita Dasa: Rakṣā Pūrṇimā is an auspicious family festival in India, during which brothers and sisters swear protection to each other by binding a decorating string around each other’s wrists) Śrīdāma-Candra is called bhaginī vatsala, he who is very fond of his sister. One day before this auspicious event Śrīdāma goes to Yāvata, the abode of Śrī Rādhikā's mother-in-law Jaṭilā. Eager to satisfy Jaṭilā, who is very miserly, and does not want to let his sister go, Śrīdāma asks her: "What do you want as a gift?" Jaṭilā is very greedy and demands cows, so he gives her ten-thousand cows just to appease her. In this way he can take his sister along. All this is arranged to facilitate Rādhā and Kṛṣṇa’s pastimes - in Śrī Rādhikā's parental home there is less control over Her than in Yāvata. There it is easier for Śrī Rādhikā to go out to meet Kṛṣṇa. Rādhā’s father and mother are staring down the pathway for their daughter to come. When Svāminī arrives mother and father bless Her so affectionately! Svāminī cries of happiness and sorrow. Happiness because of coming back home and sorrow because of Her long stay at Her in-laws' abode. Svāminī melts at the bosom of Her mother Kīrtidā, as if She merges with her and weeps, saying with choked voice: "Just forget about Me, mā!" Kīrtidā Mā sobs: "Can I ever forget You?" Mother Kirtidā’s chest is inundated with tears. Svāminī is vraja go gopa gopālī jīva mātraika jīvanam: (Śrīla Raghunātha dāsa Gosvāmī's '108 names of Rādhikā) the very life of the cows, cowherders, cowherd-women - nay, of all creatures of Vraja! How much then isn't She the life of the life of Her mother, who is the very form of parental love?! Tulasī prays: “It is my strong desire to see Your father and mother give You so much affection and love.”
My sugestion:
If brother or sister are not devotees we can do this festival in amorous way as Loka Saṅgraha. And if the brother and sister are both devotees, I think it is an amorous way to show affection between Vaiṣṇavas.