domingo, 26 de julho de 2015

Bhismadeva

Bhismadeva disse: "Sri Krsna é o amigo íntimo de Arjuna. Ele aparece nesta Terra em Seu corpo transcendental, cuja cor se assemelha à cor azulada da árvore tamala. Seu corpo atrai a todos nos três sistemas planetários (superior, intermediário e inferior). Oxalá Sua cintilante roupa amarela e Seu rosto de lótus, coberto com pinturas de polpa de sândalo, sejam o objeto de minha atenção, e oxalá eu não deseje os resultados fruitivos." - SB - Primeiro Canto, Cap. 9 - A.C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada
Tradução e cortesia de: Mahadeva Dasa
"Ananda Krishna Lila: Esses ferimentos são uma reciprocidade de rasa: um guerreiro e bhakta, Bhisma, tinha o desejo de ver o corpo de Krishna decorado com feridas provocadas por um devoto puro. Como esta relação transcendental é difícil de ser compreendida por não-devotos, tem também a função de velar as glórias do serviço devocional aos não-devotos."
Srila Prabhupada comenta: "Sri Visvanatha Cakravarti Thakura, um grande acarya e devoto no humor do amor conjugal com o Senhor, comenta muito enfaticamente a este respeito. Ele diz que as feridas criadas no corpo do Senhor pelas setas afiadas de Bhismadeva eram tão agradáveis ao Senhor, como a mordida de uma noiva que morde o corpo do Senhor dirigida por um forte sentimento de desejo sexual. Tal mordida pelo sexo oposto nunca é tida como um sinal de hostilidade, mesmo se houver uma ferida no corpo. Portanto, a luta como uma troca de prazer transcendental entre o Senhor e Seu devoto puro, Sri Bhismadeva, não era de todo mundano. Além disso, uma vez que o corpo do Senhor e o Senhor são idênticos, não havia nenhuma possibilidade de ferimentos no corpo absoluto. Os ferimentos aparentes causados pelas setas afiadas causam confusão num homem comum, mas aquele que tem um pouco de conhecimento absoluto pode entender a troca transcendental na relação cavalheiresca. O Senhor estava perfeitamente feliz com as feridas causadas pelas setas afiadas de Bhismadeva.
Quando o Senhor Visnu em Sua encarnação aparece diante de nós, Ele parece ser como uma das almas condicionadas, materialmente aprisionadas, apenas para confundir os Asuras, ou os não-crentes, que estão sempre alerta para matar o Senhor, mesmo desde o início do Seu aparecimento."
SB 1.9.34
"Bhismadeva fez o papel de um guerreiro valente, e ele propositadamente perfurou o corpo do Senhor, de modo que aos olhos comuns parecia que o Senhor tinha sido ferido, mas factualmente tudo isso era para confundir os não-devotos."
SB 1.9.38

Link: